História

Em 2005, após diversas solicitações por parte da indústria corticeira e recorrendo a uma experiência acumulada de 30 anos na área dos poliuretanos, iniciaram-se trabalhos de Investigação e Desenvolvimento de pré-polímeros de poliuretano com o objectivo de desenvolver soluções para os aglomerados de cortiça.

Após aproximadamente dois anos de estudos, surge uma nova empresa dedicada à produção de aglutinantes de poliuretano para a indústria de cortiça – a FLEXPUR. Esta aproveita a sua localização estratégica relativamente a um dos principais pólos industriais do sector corticeiro a nível mundial – Santa Maria da Feira – para se estabelecer como o principal parceiro dos seus clientes visando o desenvolvimento de soluções e produtos que garantam a sustentabilidade da indústria corticeira portuguesa.

O constante desafio colocado pelo mercado da aglomeração de cortiça levou a uma forte aposta em Investigação e Desenvolvimento além do estabelecimento de relações com universidades e técnicos internacionais, o que possibilitou a aquisição de um aprofundado know-how no campo dos sistemas de poliuretanos. Neste contexto, a FLEXPUR foi capaz de desenvolver tecnologia específica para a produção de adesivos de poliuretano, que culminou com a implementação de um processo caracterizado pela flexibilidade e automatização e que permite o fabrico dos mais diversos produtos dentro dos mais elevados padrões de qualidade.
 
Desde 2007, a FLEXPUR cresceu de forma sustentada, fruto da qualidade dos seus produtos e serviços e comprovada pelo desenvolvimento de produtos para outro mercados e aplicações. Neste percurso, foram desenvolvidos produtos e novas soluções para a indústria da cortiça, como os pré-polímeros com baixo teor em TDI livre, com incorporação de matérias-primas de base vegetal, isentos do isocianatos aromáticos e as dispersões de poliuretano, além de aglutinantes para a borracha, colas para espuma flexível, sistemas de poliureia, entre outros. Além de produtos, a FLEXPUR foi capaz de aumentar significativamente o seu conhecimento, não só no domínio dos poliuretanos mas também dos processos de produção que utilizam os seus produtos ou da legislação relativa a contacto alimentar.

O crescimento verificado conduziu à necessidade de maior capacidade de produção e maior área de armazenamento, o que motivou o investimento em novas instalações no ano de 2015. Esta mudança de instalações permitiu dotar o processo de novos equipamentos, quer a nível produtivo como laboratorial, que suportarão a empresa na procura incessante de novos mercados e conhecimentos.

Certamente que este é apenas o inicio da história da FLEXPUR!